Promoção!

Dogoteka FertiAdapt®

52,01 44,21

Categorias: , Etiqueta:

Alimento complementar, para cães e gatos, para fins nutricionais específicos (PARNUT).

APOIO À PREPARAÇÃO DE ESTRO E REPRODUÇÃO

 

INDICAÇÕES
  • Nova alimentação complementar, tanto para cães como para gatos, de ambos os sexos, formulada e recomendada para a preparação do estro e reprodução.
  • Com a definição Parnut (ou PARNUTS “Alimentos para fins nutricionais particulares”), entende-se aqueles “alimentos funcionais” que incluem um amplo e heterogéneo grupo de produtos alimentícios, caracterizado pelo fato de possuírem propriedades benéficas específicas. Conferem efeitos específicos à dieta, além do valor nutricional simples. Para permitir isso, os alimentos funcionais são enriquecidos com substâncias benéficas específicas (como vitaminas, minerais, peptídeos bioativos, extratos de plantas, etc.) úteis para atingir o objetivo pretendido. Neste caso, o produto é especialmente projetado e formulado para suportar o animal numa fase da vida em que são necessários insumos nutricionais específicos: a reprodução.

Descrição

Alimento complementar, para cães e gatos, para fins nutricionais específicos (PARNUT).

APOIO À PREPARAÇÃO DE ESTRO E REPRODUÇÃO

 

INDICAÇÕES
  • Nova alimentação complementar, tanto para cães como para gatos, de ambos os sexos, formulada e recomendada para a preparação do estro e reprodução.
  • Com a definição Parnut (ou PARNUTS “Alimentos para fins nutricionais particulares”), entende-se aqueles “alimentos funcionais” que incluem um amplo e heterogéneo grupo de produtos alimentícios, caracterizado pelo fato de possuírem propriedades benéficas específicas. Conferem efeitos específicos à dieta, além do valor nutricional simples. Para permitir isso, os alimentos funcionais são enriquecidos com substâncias benéficas específicas (como vitaminas, minerais, peptídeos bioativos, extratos de plantas, etc.) úteis para atingir o objetivo pretendido. Neste caso, o produto é especialmente projetado e formulado para suportar o animal numa fase da vida em que são necessários insumos nutricionais específicos: a reprodução.

Nota: Os produtos da marca Dogoteka são enviados até 5 dias úteis.

Composição

por 1 comprimido de 1,5 gr
L – Arginina612,5 mg
L – carnitina17,5 mg
Taurina9 mg
Zinco22,5 mg
Selénio32,5 mcg
Coenzima Q1028 mg
Vitamina E7,5 mg
Vitamina A287,5 UI
Açafrão22,5 mg
Canela5,5 mg
Spirulina Algae50 mg
Licopeno (de tomate)500 mcg

Substâncias Activas

AMINOÁCIDOS

Proteínas são substâncias que contêm carbono C (51-55%), O oxigénio (21,5-23,5%), H hidrogénio (6,5 – 7,3%), N nitrogénio (15,5 – 18%) e pequenas quantidades de enxofre (0,1 a 2,5%) e / ou P fósforo (0,1 a 1,5%), alguns também podem conter vestígios de Fe, Cu e Zn. Eles representam os constituintes essenciais de todas as células. Além da função plástica, expõem o catalisador (constituintes das enzimas), regulando as reacções químicas que ocorrem na célula. Do ponto de vista nutricional, contribuem em maior medida, em comparação com outros elementos nutritivos, para moldar o organismo e fornecer o material para as produções (leite, ovos, lã, etc.). Portanto, os animais precisam de um suprimento adequado de proteínas através da nutrição; a fim de restabelecer o balanço energético alterado como resultado do consumo durante as atividades vitais. A partir da hidrólise de proteínas, são obtidas as unidades básicas de proteínas: os aminoácidos.

Os aminoácidos conhecidos são numerosos, mas frequentemente apenas 23 são encontrados nos hidrolisados ​​de proteínas alimentares. As moléculas de proteínas complexas presentes nos tecidos e líquidos circulantes, em plantas e animais, são todas formadas por um número muito alto de um ou diferentes aminoácidos e, portanto, os aproximadamente 20 aminoácidos existentes na natureza, combinando-se mutuamente, podem dar origem a um número muito elevado de proteínas, cada uma com suas próprias características. Dos 23 aminoácidos que podem formar as proteínas mais diversas, cerca de 13 (aminoácidos não essenciais ou biossinitizáveis) podem ser sintetizados pelo organismo animal; os outros 10-12 (essenciais ou abiossintéticos) devem ser dados a eles, pois não podem ser diretamente sintetizados pelo corpo.

  • L-Cartinina – nutriente importante para a saúde animal: tem o papel fundamental de transportar ácidos gordos essenciais; sem ácidos gordos L – carnitina não poderiam ser transformados em energia, necessária para as atividades diárias normais e para o bom funcionamento do sistema imunológico, especialmente no caso de animais muito ativos. Especialmente favorece a motilidade dos espermatozóides em relação ao papel da fonte de energia “pronto para uso”, e também é usado como um protetor das articulações e funções cardíacas.
    Em particular, a Carnitina melhora a fertilidade masculina com efeitos benéficos nos espermatozóides em termos de contagens, concentração, mobilidade e integridade. Os espermatozóides, para executar suas funções, requerem muita energia que é fornecida pelos ácidos gordos de cadeia longa. Estes devem ser trazidos para as células através da carnitina. Portanto, a falta de disponibilidade de carnitina é um fator que limita a capacidade dos espermatozóides de gerar energia.
  • L-Arginina – precursor de aminoácidos do óxido nítrico (NO), que é produzido por todos os tecidos do corpo e desempenha funções fundamentais do sistema cardiovascular, do sistema imunológico e do sistema nervoso.Em particular, a arginina * 1 é uma fonte de óxido nítrico útil para o processo de capacitação (capacidade de fertilizar) e para a reação acrossômica (alterações da cabeça do espermatozóide que permitem a entrada do óvulo para fertilizá-lo) dos espermatozóides.Suplementação baseada em L-arginina é útil no tratamento de algumas formas de infertilidade.

    A arginina ajuda a manter uma excelente mobilidade espermática, que requer a presença de putrescina, espermicidina e espermina, três poliamidas na produção das quais a arginina desempenha um papel essencial. Um estudo muito interessante realizado por Shafer et al (1997) * 2 mostrou que a arginina também melhora a morfologia espermática ao relatar que a percentagem de espermatozóides morfologicamente normais e a motilidade progressiva estão diretamente relacionadas.

    Mesmo em cães normais-férteis com arginina espermiograma normal traz um aumento na motilidade dos espermatozóides. Este achado pode ser útil, por exemplo, em indivíduos cujos ejaculados são destinados à conservação por refrigeração ou congelamento.

  • Taurina – é encontrada como um aminoácido livre nos tecidos animais: carne, aves, peixe e crustáceos são particularmente ricos; enquanto está completamente ausente no mundo das plantas. Na maioria dos mamíferos pode ser sintetizado a partir de metionina e cisteína, mas não em gatos; Além disso, uma vez que tem uma exigência muito maior do que os outros animais, é muito sensível à falta dela na dieta. Para isso, especialmente gatos, devem ser alimentados com dietas ricas em taurina.A deficiência leva a uma série de alterações que afetam a atividade reprodutiva, especialmente em mulheres; conjugação de ácidos biliares com uma consequente diminuição na absorção de vitaminas e gorduras; na retina (degeneração central da retina) com possível perda de visão e do coração (cardiomiopatia dilatada) com diminuição da contratilidade muscular e consequente insuficiência cardíaca.Em particular para a função reprodutiva, uma pesquisa da Cornell University mostrou que, se uma dieta isenta de taurina for dada a ratos de laboratório, eles têm uma alta probabilidade de serem estéreis, porque seus espermatozóides têm alterações importantes, especialmente na cauda. Essas alterações desapareceram após a administração da taurina na dieta.
MICROELEMENTOS

Os microelementos são essenciais para a alimentação animal; O aspecto importante é que eles não podem ser sintetizados (ao contrário de outros nutrientes) do animal e, portanto, devem estar presentes na ração em quantidades suficientes para satisfazer as necessidades. São princípios protetores, pois desempenham um papel importante no controle do metabolismo animal como constituintes do grupo de várias enzimas. Além disso, alguns deles realizam funções ativadoras de enzimas e entram na génese de hormónios e vitaminas.

  • Selénio – O selénio é um mineral essencial, com concentrações mínimas, exerce ação auxínica e reduz os efeitos da deficiência de vitamina E. A ação antioxidante realizada pelo selénio deve-se ao fato de entrar na constituição da enzima glutationa-peroxodase, cuja função é remover o excesso de oxigénio impedindo a formação de peróxidos. A deficiência de selénio pode ser concomitante com a da vitamina E; Algumas doenças, embora não causadas pela deficiência de selénio, respondem positivamente à sua administração, como crise de desmame, esterilidade para reabsorção fetal, retenção placentária de origem infecciosa. É também um oligoelemento útil como antioxidante, pois neutraliza os radicais livres e mantém a elasticidade dos tecidos.Em particular, na função reprodutiva, o selénio influencia positivamente a integridade dos espermatozóides e os protege do stress oxidativo, além de desempenhar um papel primordial no metabolismo do hormonio tireoidiano.
  • Zinco -o zinco é um mineral essencial; distribuído principalmente em cabelos, penas, ossos e dentes. Está situado sempre ligado às proteínas e, às vezes, torna-se parte das enzimas. É absorvido (não todo o contido na ração) no trato intestinal e altas quantidades de cálcio inibem seu uso. Participa da atividade da anidrase carbónica, envolvida em trocas gasosas entre tecidos; participa do mecanismo responsável pela calcificação óssea, está envolvida nas atividades de fosfatases, amilase pancreática e síntese de insulina. O zinco é, portanto, essencial para o crescimento, para a queratinização da pele e do cabelo, para a osteogenese e condrogenese e para a funcionalidade normal dos testículos e dos túbulos seminíferos.O esperma contém altos níveis de zinco, necessários para a síntese da membrana e cauda dos espermatozóides. Sem um bom suprimento desse elemento, o espermatozóide não atingirá a maturação normal e não terá força e motilidade suficientes. Além disso, a testosterona também será ineficaz, pois o zinco está envolvido na produção de hormónios.O zinco tem um papel fundamental na regulação de hormónios no sistema reprodutivo feminino. Na verdade, é essencial para a síntese de estrogénios e progesterona. A falta desses hormónios leva a uma redução na fertilidade feminina.
VITAMINAS

As vitaminas são bio-reguladoras de grande importância, pois, juntamente com os hormónios, realizam todos os processos fisiológicos direta e indiretamente através de mecanismos enzimáticos. Com base na solubilidade, eles são classificados como solúveis em gordura, que se dissolvem em gorduras e em solventes apolares; e solúvel em água (eles não são acumulados no corpo, por isso é essencial para apresentá-los diariamente através da dieta), que se dissolvem em água e em solventes polares. Todas as vitaminas são responsáveis ​​por tarefas específicas e, sua deficiência, pode causar disfuncionalidade.

  • Vitamina A – vitamina lipossolúvel, presente em duas formas: vitamina A1 ou retinol, prevalente em mamíferos e peixes marinhos e vitamina A2, comum em peixes de água doce. Produzido a partir de caroteno (pigmento vegetal amarelo-alaranjado), presente em todos os tecidos de clorofila, em várias sementes e frutos. A conversão de provitamina em vitamina ocorre principalmente no intestino (em uma pequena parte também no fígado e na glândula mamária). A vitamina A intervém na manutenção da capacidade visual, uma vez que é parte integrante das hastes das hastes da retina. Outra função desempenhada por essa vitamina é o epitélio – protetor; Esta actividade é útil sobretudo nos tecidos de secreção mucosa do sistema digestivo, respiratório e urogenital, preservando e inibindo assim a formação de queratinas (a queratinização dos epitélios é um processo degenerativo que leva a uma diminuição da permeabilidade celular e das trocas nutricionais; descamação epitelial e a processos ulcerativos com consequentes infecções possíveis). Mas acima de tudo, a vitamina A exerce uma influência notável na fertilidade. Na verdade, atua tanto em sinergia com a progesterona quanto como um antagonista entre os mesmos e os estrogenios. A função ovariana é alterada pelas condições de hipovitaminose, uma vez que os folículos podem se tornar persistentes com possível degeneração cística. O efeito queratinizante, mencionado acima, também pode envolver o endométrio e danificar o desenvolvimento da placenta com possíveis malformações fetais ou, mais frequentemente, morte embrionária.
  • Vitamina E – Vitamina E (lipossolúvel) também chamada alfa-tocoferol (do grego: traga crianças) também chamada de vitamina da fertilidade. Sua função é antioxidante, isto é, tem um efeito de limpeza contra os radicais livres e vários metais pesados, como chumbo e mercúrio. É muito comum no mundo vegetal, especialmente nos germes de cereais e óleos relacionados e nas partes verdes de todas as plantas. Nos tecidos animais, a vitamina E está contida em pequenas doses; com exceção da placenta e da hipófise que são particularmente ricas. Desempenha importantes funções na esfera reprodutiva, tanto masculina quanto feminina. Este efeito não é diretamente a expressão de um mecanismo biológico realizado pela vitamina (cuja tarefa fundamental, na célula animal viva, é o antioxidante fisiológico “por excelência”, que protege a vitamina A e os ácidos gordos saturados e insaturados dos fenómenos auto- oxidação); parece mais que isso leva a cabo uma ação preventiva contra o aborto precoce e uma ação contra algumas formas de esterilidade. Esta vitamina também participa de processos de síntese e metabólicos; é dotado de propriedades tensoativas e é indispensável para a génese de muitas enzimas e coenzimas, para a síntese de ácido ascórbico e ácidos nucléicos. Também é capaz de aumentar a tolerância do corpo a substâncias tóxicas. Eventuais sintomas de deficiência são reenviados na esfera genital e podem também ser devidos à falta de selénio ou à presença de grandes quantidades de gordura, especialmente se estiver rançosa.
  • Coenzima Q10
    • influencia positivamente a fertilidade masculina, melhorando a densidade, a morfologia e a motilidade dos espermatozóides e protegendo-os do stress oxidativo. Este elemento tem uma estrutura semelhante à das vitaminas, mas não pode ser produzido pelo corpo e, portanto, deve ser tomado com a dieta.
    • pertence a uma família de substâncias chamadas ubiquinonas, compostos lipofílicos, envolvidos no transporte de electrões e na produção de energia mitocondrial. Tem ação antioxidante sobre as membranas celulares e mitocondriais, exercendo uma função protetora. Espécies oxidantes radicais exercem um papel bem definido na patogénese da infertilidade. A função benéfica da coenzima Q10 no metabolismo energético ao nível das estruturas espermáticas, e o papel relativo do antioxidante, são a base da produção normal do fluido seminal.
EXTRATOS VEGETAIS

No passado, todas as ervas e plantas (árvores anuais ou perenes ou arbustos) usadas nas “oficinas” dos boticários eram chamadas de “oficinas”. Hoje ervas e plantas medicinais são aquelas usadas para preservar o bem-estar de humanos e animais; eles podem ser usados ​​como tal na cozinha, como especiarias; na preparação de chás de ervas, ou trabalhar com procedimentos específicos para a produção de suplementos alimentares, veterinários, cosméticos e outros produtos. Para cada planta oficinal, a parte usada (folhas, flores, sementes, casca, raízes, etc.) é chamada de “droga”. A droga contém o fitocomplexo, ou seja, o conjunto de princípios ativos que caracterizam as propriedades da planta, que não podem ser reproduzidas por síntese química. O trabalho sinérgico dos princípios ativos do fitocomplexo garante à planta uma série de ações contemporâneas, que o componente individual não possui.

  • ALGAS ESPIRULINARica em vitaminas, minerais e proteínas, por suas propriedades anti-oxidantes é fundamental para uma fertilidade correta tanto para machos quanto para fêmeas, especialmente em indivíduos mais velhos.Cientificamente conhecido como Arthrospira, vive principalmente nas águas subtropicais Spirulinaadolci Algae. Tem uma cor azul esverdeada e a forma espiral típica deu-lhe o nome. Considerado um dos alimentos mais completos do planeta, contém todos os aminoácidos essenciais, é composto por 60% de proteína e possui a maior concentração de beta-caroteno, vitamina B12, ferro e minerais além do raro ácido graxo essencial GLA. (ácido gama-linolênico). Tem, portanto, um conteúdo único de fitonutrientes, que tem a função de fortalecer o sistema imunológico para a riqueza de antioxidantes, promover a saúde celular e, graças à clorofila contida, promover uma ação desintoxicante. Os principais campos de uso das algas Spirulina em animais são, portanto, a integração em caso de doenças causadas pela desnutrição, pelo restabelecimento da atividade hepática, pela cicatrização de úlceras, na redução da sensibilidade alérgica e na desintoxicação de metais pesados. . Precisamente por causa de sua função quelante (que “retém” metais pesados ​​e favorece sua eliminação sem que expressem suas funções nocivas), a espirulina é um excelente aliado na neutralização da infertilidade. Através da alimentação, sem perceber, pode acontecer que o animal ingira pequenas quantidades de metais mais ou menos pesados ​​(não imediatamente nocivos como intoxicação alimentar, mas que certamente, acumulando, não favorecem a funcionalidade normal do corpo); acumulações que podem levar, a longo prazo, à disfuncionalidade relacionada à esfera reprodutiva. Mas graças à ação das algas, que combina sua função antioxidante à da “varredura” de metais, é possível reduzir esses efeitos. Como mostrado por um estudo que mostra como a associação das funções antioxidante e quelante das algas é válida para combater danos relacionados à presença de metais no corpo * 3.
  • Açafrão – curcuma longa, também chamada de açafrão indiano. Do seu rizoma derivamos os ingredientes ativos, como os curcuminóides, dentre os quais, o mais ativo é representado pela curcumina. Tem poderosas propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e analgésicas. A cúrcuma é considerada uma das plantas carminativas mais eficazes (ou seja, contra flatulências) e possui poderosas propriedades digestivas que promovem o trânsito intestinal, estimulando a secreção de suco gástrico. Da mesma forma, a vesícula biliar também se beneficia, favorecendo o fluxo biliar e atuando como um protetor para o fígado. A presença de minerais e vitaminas no açafrão torná-lo um poderoso antioxidante. Em particular, é capaz de desintoxicar o corpo e prevenir a oxidação celular neutralizando os radicais livres. Devido à sua forte ação antioxidante, vários estudos mostraram correlações entre essa capacidade e a possibilidade de tratar várias doenças, tanto com o uso único de curcumina quanto em sinergia com outros componentes. O primeiro estudo * 4 buscou determinar a funcionalidade da combinação de extratos medicinais, como a curcumina, com vitamina E; como uma possível alternativa à base de plantas para o tratamento do câncer de mama. Foi demonstrado que a combinação de curcumina (72 mg / kg de peso corporal / dia) com vitamina E (200 UI / per capita / dia) tem um potencial terapêutico como antitumoral, caracterizada pela diminuição da concentração de estrogénio no sangue, pelo aumento da concentração de progesterona e pelo desaparecimento de nódulos nos tecidos mamários de animais infectados por câncer. Um segundo estudo * 5 destaca como a cúrcuma (Curcuma longa L.) pode melhorar a reprodução do coelho, a função dos ovários, o crescimento e a vitalidade do recém-nascido. Ele provou ser eficaz, pois afetou o comprimento e o peso do ovário; aumentou o número de folículos primários (> 32,5% em relação ao grupo controle), assim como o diâmetro, secundário (+ 41,4%) e terciário (+ 97,1%). Também aumentou o número de nascidos vivos (+ 21,0%) e desmame (+ 25,0%); e reduziu o número de natimortos. In vitro, verificou-se que os ovários de coelhos tratados com açafrão liberaram mais progesterona (+ 85,7%) e menos testosterona (-87,0%) e leptina (-29,0%) em relação ao controle dos ovários de coelhos.
  • Canela – a canela tem desde os tempos antigos uma ampla gama de usos e tem sido considerada especiaria muito valiosa. Os mesmos antigos egípcios usavam em embalsamamento; amplo uso na medicina chinesa também é conhecido. O aroma típico e o sabor da canela são características devido a um aldeído contido no óleo essencial que pode ser obtido a partir da maceração da casca da Cinnamomum. De Cinnamomum zeylanicum você obtém o tempero mais valioso, mas outro tipo bem conhecido e difundido é a canela de Cinnamomum cassia. Em muitos casos, o tempero comercial é do último tipo ou uma mistura de qualidades diferentes. O óleo essencial de canela contém cerca de 70% do aldeído cinâmico (cinamaldeído), conhecido como IUPAC 3-fenilprop-2-enal; Como muitas vezes acontece para os componentes do óleo essencial, o cinamaldeído apresenta propriedades antibacterianas e antifúngicas. Nos últimos anos, as funções do cinamaldeído estão sendo estudadas em maior detalhe, especialmente em relação à esfera da reprodução / fertilidade / gestação. Como um estudo * 6 revela, de fato, o uso do cinamaldeído parece ter uma ação hipoglicémica contra o diabetes gestacional, aumentando a secreção e a sensibilidade da insulina através da ativação do sistema de defesa antioxidante; suprimindo a produção de citocinas pró-inflamatórias e excesso de expressão do gene PPARγ. Outro estudo destaca a correlação entre o cinamaldeído e a secreção de progesterona * 7: mostra-se como a exposição ao cinamaldeído aumentou a liberação de progesterona enquanto a concentração de testosterona diminuiu; sugerindo que o cinamaldeído induz seletivamente a produção de progesterona e inibe a produção de testosterona nas células supra-renais.A canela é, por fim, considerada um poderoso antioxidante natural, estimula a circulação sanguínea e ajuda a combater o colesterol. Não só isso, ele também tem propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias, estimulantes, digestivas e também é um anti-fúngico. Outro benefício atribuído a essa especiaria é a capacidade de aumentar a energia, a vitalidade e promover o desenvolvimento do cérebro.
  • Licopena – O licopeno é um carotenóide responsável pela cor vermelha do tomate maduro e outros licopenepigmentos amarelos e vermelhos característicos de algumas frutas e vegetais. Tem alta capacidade antioxidante, pois “captura” os radicais livres, atuando sobre as membranas celulares e lipopotreínas, moléculas que carregam gordura no sangue. Como é lipofílico, é mais concentrado na fração das lipoproteínas LDL e VLDL do plasma; Também está presente nas glândulas supra-renais, no fígado e nos testículos. Também intervém na regulação das respostas do sistema imunológico e na ação dos hormónios; Também melhora e facilita a comunicação entre as células.

Bibliografia:
*1 (O’Flaherty C. e al – L-arginine promotes capacitation and acrosome reaction in bovine spermatozoa. – Biochim Biophys Acta 1674.215-221, 2004)
*2 (Scafer S., e al – The influence of frequent semen collection on the semen quality of beagle-dogs.- Deutsche tierarztliche wochenschrift, 104 (I): 26-29,1997).
*3 Nutrition. 2011 May;27(5):582-9. doi: 10.1016/j.nut.2010.04.002. Epub 2010 Aug 13. – Gad A.S., Khadrawy Y.A., El-Nekeety A.A., Mohamed S.R., Hassan N.S., Abdel-Wahhab M.A. Antioxidant activity and hepatoprotective effects of whey protein and Spirulina in rats.
*4 Advances in Health Sciences Research – Proceedings of the 1st International Conference in One Health (ICOH 2017) – Herawati Herawati, Aulia Firmawati, Dyah Ayu Oktavianie Ardhiana Pratama, Anna Roosdiana. Potency Combination of Curcumin (Curcuma longa Linn.) and Vitamin E Toward Estrogen and Progesterone Profile on Rat (Ratttus norvegicus) Mammary Cancer Model.
*5 Animal. 2018 Jun;12(6):1242-1249. doi: 10.1017/S175173111700235X. Epub 2017 Oct 26. – Sirotkin A.V., Kadasi A., Stochmalova A., Balazi A., Földesiová M., Makovicky P., Chrenek P., Harrath A.H. Effect of turmeric on the viability, ovarian folliculogenesis, fecundity, ovarian hormones and response to luteinizing hormone of rabbits.
*6 Biomed Pharmacother. 2017 Apr;88:52-60. doi: 10.1016/j.biopha.2017.01.054. Epub 2017 Jan 13. – Hosni A.A., Abdel-Moneim A.A., Abdel-Reheim E.S., Mohamed S.M., Helmy H. Cinnamaldehyde potentially attenuates gestational hyperglycemia in rats through modulation of PPARγ, proinflammatory cytokines and oxidative stress.
*7 Life SCI.2010 Jun 5;86(23-24):894-8.doi:10.1016/j.lfjs.2010.04.009.Epub 2010 Apr 25.-Iwaoka Y., Hashimoto R., Koizumi H., Yu J., Okabe T. Selective stimulation by cinnamaldehyde of progesteron secretion in human adrenal cells.

Instruções de Utilização

Comprimidos de 1,5 gr
Cães e Gatos até 5 kg1/4 comprimido por dia
Cães e Gatos entre 5 e 15 kg1/2 comprimido por dia
Cães de 15 a 35 kg3/4 comprimido por dia
Cães com mais de 35 kg1 comprimido por dia
Período recomendado de uso:

Fêmea – do último estágio da gestação até a próxima gestação ser confirmada
Machos – durante períodos de atividade reprodutiva

Embalagem:

FertiAdapt® suplemento alimentar para gatos e cães, 60 comprimidos de 1,5 gr.

Instruções de utilização:

Administre o número de comprimidos juntamente com a ração diária ou diretamente na boca do animal. Antes de usar o produto, consulte o veterinário.

0

Comece a escrever e pressione Enter para pesquisar